Nova carteira de trabalho digital com os sistemas Secullum

Tempo de leitura: 3 min

A Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) é um documento obrigatório para todos aqueles que  prestam algum tipo de serviço, seja na indústria, no comércio, na pecuária, na agricultura, ou mesmo de natureza doméstica. Assim como a classe trabalhadora, os documentos que a identificam, como a Carteira de Trabalho, passaram por alterações bastante significativas. E, é de interesse de todos aqueles trabalhadores que se atentam aos direitos trabalhistas, estar pode dentro de todas as mudanças. Por isto, vamos esclarecer as principais dúvidas que surgiram sobre a nova carteira de trabalho digital com os sistemas Secullum.

Com o intuito de flexibilizar e tornar prático o acesso às informações da vida laboral do trabalhador, o Ministério da Economia lançou a Carteira de Trabalho Digital, para substituir a Carteira de Trabalho física.

Continue a leitura para entender!

Carteira de Trabalho

Criada em decreto-lei n.º 926, de 10 de outubro de 1969, a CTPS é um documento obrigatório a todos que desempenham a prática de atividade remunerada, ou seja, qualquer pessoa que trabalha. Cá entre nós, dificilmente alguém fará por esporte, não é mesmo? Todos trabalham para receber recompensa remunerada pelo seu trabalho.

Com a democratização da internet, às informações da vida laboral do trabalhador, estão muito mais acessíveis. Devido a criação da Carteira de Trabalho Digital, que atualmente vincula o número do CPF do usuário ao documento, e exclui o número de PIS da Carteira de Trabalho Digital, cria-se uma enorme confusão quanto a existência do número de PIS.

Além disso, o aplicativo da CTPS Digital já existe desde 2017, porém apenas ano passado (2019) que foi publicada a portaria que por sua vez, transformou o app em documento oficial. Cruzando várias bases de dados do governo com os dados enviadas pelo empregador pelo eSocial, como os dados do contrato de trabalho, anotações de férias, décimo-terceiro, entre outros.

A Carteira de Trabalho Digital está disponível para iOS e Android, mas também pode ser acessada pela internet pelo link servicos.mte.gov.br. Antes de fazer a sua, é necessário realizar o cadastro no portal gov.br.

Ao utilizar o CPF, não fica disponível a visualização do número do PIS. Todavia, o PIS ainda é importante para equipamentos dentro da Portaria 1510 e o mesmo é necessário para o envio e recebimento das marcações dos funcionários.

Sendo assim, acompanhe algumas formas de encontrar o número PIS dos funcionários:

Como conseguir o número de PIS? – Nova carteira de trabalho digital com os sistemas Secullum

Site do Governo Federal – Carteira Digital

O primeiro local onde você pode encontrar o número do PIS é no site oficial do Governo. Basta clicar em já tenho cadastro para acessar a Carteira Digital, em seguida vá no seguinte caminho para visualização do PIS:

Carteira de Trabalho Digital

    • Na tela seguinte abrirá o seu perfil, logo abaixo em Contratos de trabalho clique no ícone em Detalhar
    • Depois disso, na tela que surgir, verifique em PIS/PASEP relacionado o seu PIS;Nova carteira de trabalho digital com os sistemas Secullum

Site do E-SOCIAL

O segundo local onde é possível encontrar o número é no site do e-social, onde a própria empresa terá acesso para verificação do PIS/PASEP do funcionário.

Nova carteira de trabalho digital com os sistemas Secullum

Site da Caixa Federal

Como terceira opção, temos o site da Caixa Federal. Faça o login para acessar ao portal e em seguida siga o caminho para visualização do PIS:

FGTS – Extrato

Em seguida, na tela que surgir, verifique em PIS/PASEP o seu PIS.

Nova carteira de trabalho digital com os sistemas Secullum

Tire todas as suas dúvidas sobre a Carteira de Trabalho Digital

Site CNIS – Cadastro Nacional de Informações Sociais

Assim, no site do Cadastro Nacional de Informações Sociais clique em Cidadão – Inscrição – Filiado.

Então, preencha os dados solicitados em seguida clique em Continuar. Na faixa vermelha aparecerá o NIT, que é o PIS/PASEP.

Para concluir, todo trabalhador precisará do número de PIS, inclusive para efeito de recolhimento ao FGTS e
informação ao CAGED. Para o empregado de primeiro emprego, caso não possua PIS nos primeiros
dias de trabalho, o controle poderá ser feito tanto manual, como mecanicamente até o momento que ele receba o seu número de PIS.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.